quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

Você conhece um pouco sobre a Caaba, a “pedra sagrada” dos muçulmanos?

O Islamismo é, atualmente, a maior religião do mundo, e nos anos 2000 passou o número de fiéis do Cristianismo (juntando católicos e protestantes). Nos dias de hoje também é a religião que mais cresce em todo o planeta, seja através de nascimentos de fiéis em famílias islamitas, seja através de novas conversões – principalmente no mundo ocidental. Portanto é cada vez maior a curiosidade das pessoas em relação às crenças do Islamismo e naquilo que faz parte do mundo teológico deles.

Vale lembrar que o Islamismo é uma religião monoteísta e acredita no mesmo Deus que os judeus, católicos e protestantes. Fundada em 632 d.C. por Mohammed (Maomé), tem sua base no Judaísmo e no Cristianismo, sendo que crê em Jesus Cristo como um dos grandes profetas da história mundial. Portanto, hoje vamos falar um pouco sobre a Caaba (ou Kaaba), um importante instrumento de fé na teologia islâmica.


A Caaba é conhecida sob diversas formas: “al-Kaabah” (“o Cubo”), “al-Kaaba Musharrafa” (“o Cubo Nobre”) e “al-Baytu Haraam” (“a Casa Proibida”). Trata-se de uma construção em forma de cubo (cuboide) reverenciada pelos muçulmanos na Mesquita Sagrada de al-Mashid em Meca, na Arábia Saudita, e é considerada pelos devotos do Islamismo como o lugar mais sagrado de todo o mundo.

De acordo com os preceitos islâmicos, toda pessoa que tiver posse e saúde, deve pelo menos uma vez na vida fazer uma peregrinação para conhecer ao vivo a Caaba e poder prestigiar tamanha beleza e espiritualidade do local. Você pode ver pelo Google Earth o local onde se encontra “o lugar mais sagrado do mundo”, colocando na busca as seguintes coordenadas: 21.422547, 39.826178, e repare em como o complexo religioso é enorme para poder receber milhões de peregrinos de todo planeta na temporada das visitações. A Caaba é o centro das peregrinações (“haji”) e é para onde o devoto muçulmano volta-se para as suas preces diárias (“salat”).


A Caaba é uma construção cúbica de 16 metros de altura, e é cercada por muros de 11 metros de altura. Ela está permanentemente coberta por uma manta escura com bordados dourados que é regularmente substituída. Em seu exterior, encravada em uma moldura de prata, encontra-se a Hajar-el-Aswad (“Pedra Negra”), uma pedra escura, de cerca de 50 centímetros de diâmetro, que é uma das relíquias mais sagradas do islã.

Historicamente, quando o profeta Maomé repudiou todos os deuses pagãos e proclamou um deus único, Alá, poupou a Caaba e tornou-a de um centro de peregrinação pagã em um centro da nova fé. No período pagão, a Caaba provavelmente simbolizava o sistema solar, abrigando 360 ídolos, sendo assim uma representação zodiacal. O edifício foi restaurado diversas vezes; a construção atual é datada do século 7 d.C., substituindo a mais antiga que foi destruída no cerco de Meca em 683.


Segundo relatos islâmicos, quando Abraão propagou pelo Iraque a crença monoteísta, foi perseguido. Então foi necessário um local simples para ser o ponto de adoração monoteísta. Abraão escolheu Meca por ser geograficamente o “centro do mundo”. Muçulmanos relatam que a construção da Caaba está descrita no Alcorão e na Bíblia, como segue:

E apareceu o Senhor a Abraão e disse: ‘À tua semente darei esta terra’. E edificou ali um altar ao Senhor que lhe aparecera. E moveu-se dali para a montanha à banda do oriente de Betel e armou a sua tenda, tendo Betel ao ocidente e Ahi ao oriente; e edificou ali um altar ao Senhor e invocou o nome do Senhor”, Bíblia, Gênesis 12, 7-8.

[...] E quando Abraão e Ismail elevam as fundações da casa, dizendo: ‘Nosso Senhor, aceita de nós este trabalho! Certamente Tu escutas a nós e és conhecedor de tudo!’”, Alcorão, capítulo 2, surata 127.


O que seria esta pedra negra que está dentro da Caaba?
A “Pedra Negra”, em árabe “al-Hajar Aswad”, é uma pedra escura de cerca de 50 cm de diâmetro. É uma das relíquias mais sagradas do Islamismo e, segundo a tradição muçulmana, remonta ao tempo de Adão e Eva. Segundo a tradição, a pedra foi recebida por Abraão das mãos do Anjo Gabriel.

Ela já era cultuada pelos árabes antes mesmo da criação do Islamismo, onde, segundo relatos folclóricos, era branca e se tornou negra devido aos pecados humanos. A pedra encontra-se em dentro da Caaba, onde não pode ser fotografada.

Sua aparência física é a de uma rocha fragmentada escura, polida pelas mãos de milhões de peregrinos pelos longos séculos de exposição. A tradição islâmica diz que caiu do céu para mostrar a Adão e Eva onde construir um altar. Embora tenha sido muitas vezes descrito como um meteorito, esta hipótese é agora incerta.

Partes da Pedra Negra consistem de um número de fragmentos mantidos juntos por uma moldura de prata, fixada à pedra por pregos de prata. Alguns dos fragmentos menores foram cimentados entre si. A face exposta da pedra mede 20 centímetros por 16 centímetros. Seu tamanho original não é claro; suas dimensões registradas mudaram consideravelmente ao longo do tempo, como a pedra foi remodelada em várias ocasiões.