terça-feira, 4 de setembro de 2012

Sobre o livro “Eram os deuses astronautas?”

Em algum momento da vida, você já vai ter ouvido falar no livro “Eram os deuses astronautas?”, dada a sua polêmica teórica e científica. Uma publicação lançada originalmente em 1968 pelo suíço Erich Von Däniken, é disparada uma saraivada de novidades em relação a quase tudo que a humanidade entende como ciência, aquele método cartesiano já clássico e concebido.

O livro teoriza a possibilidade das antigas civilizações terrestres serem resultado de cruzamento alienígena, há milhares de anos. Por isso, para a cultura, esses “astronautas” alienígenas eram conhecidos por deuses. Isso foi suficiente para acender um debate com a biologia, a paleontologia, a teologia, a física, a bioquímica etc.


O fato é que a publicação virou um sucesso em todo o planeta e rendeu muitos milhões de dólares ao autor em edições em inúmeros idiomas. Assim nascia a teoria dos antigos astronautas, que merece um post mais detalhado no futuro. Em todo o mundo, Däniken arrebanhou uma massa de estudiosos que passaram a estudar na possibilidade de a Terra ter sido um dia uma espécie de laboratório alienígena.

Em sua publicação, Däniken apresenta como provas ligações entre as colossais pirâmides do Egito e aquelas construídas na América Central, as linhas de Nazca, os moais da Ilha de Páscoa etc. Outro ponto polêmico apontado no livro é o fato de o homem ter saído do estado primata e começar a construir enormes pirâmides em tão pouco tempo.



Recentemente, escrevi um post sobre as famosas linhas de Nazca. Confira aqui!

Recentemente, escrevi um post sobre as enormes estátuas da Ilha de Páscoa. Confira aqui!

Recentemente, escrevi um post sobre Stonehenge. Confira aqui!

Recentemente, escrevi um post sobre a possível semelhança, ou não, das pirâmides americanas e egípcias. Confira aqui!

Diz o autor que esses extraterrestres de forma humanoide eram considerados divindades pelos antigos povos, por isso vem a explicação do título do livro. Naturalmente, levando o pensamento há mil ou dois mil anos atrás, é impossível definir um objeto voador com trinta metros de comprimento – que hoje chamamos de avião ou ônibus espacial –, portanto correlações próximas à realidade da época foram feitas: Deus, Javé, Anúbis etc. Foi isso que solapou uma gigantesca querela com os meios religiosos.

Unido à época lançada – um ano antes do homem ir à Lua –, Däniken conseguiu vender milhares de livros e convencer muitos leitores. As teorias defendidas neste e em outros livros ainda são tema de discussão, leiga ou acadêmica, contrária ou favorável. Alguns autores exploram o tema da teoria dos astronautas antigos; isso rendeu um documentário homônimo, outros tantos livros e uma série de TV que atualmente vai ao ar no History Channel.


Sobre o autor...
Erich Von Däniken (foto abaixo) nasceu na Suíça, em 1935. Lançou 28 livros, todos traduzidos em 35 línguas e vendendo pelo menos 70 milhões de exemplares. Seu interesse em desvendar enigmas históricos começou quando passou a ler escritos indianos antigos que falavam de seres vindos do céu em suas máquinas de fogo, em meio a tanta fumaça e ruídos. A partir daí, ele começou a se questionar: se nossos antecedentes mencionavam esses seres estelares que nos visitavam como não sendo deuses, o que seriam então? Atualmente Däniken coordena grupos de viagens para lugares como Stonehenge, na Inglaterra, a região de Nazca, no Peru, as pirâmides do Egito, entre outros.


Sob o meu ponto de vista, o livro “Eram os deuses astronautas?” pode ser lido sem compromisso como entretenimento e como proposta questionadora. No entanto, a teoria sofre uma série de críticas por ser cega demais em relação aos outros métodos científicos; quem crê nos deuses astronautas sempre acusa os outros métodos de serem comungados com as teorias conspiratórias que negam a existência dos alienígenas. A crítica merece um post à parte, publicado futuramente.

Para quem quiser comprar o livro ou o documentário, clique aqui!