quarta-feira, 13 de junho de 2012

Três Magos e uma estrela: o horóscopo que entrou para a história do mundo...

A Estrela de Belém que, segundo o Novo Testamento teria guiado os Três Reis Magos até o menino Jesus, tem, durante tantos séculos, intrigado astrônomos e astrólogos. Que fenômeno seria esse descrito pelo Evangelho? Uma das teorias é que poderia ter sido o Cometa Halley, que teria aparecido nos céus do Oriente Médio por volta dos tempos do nascimento de Cristo. Outros cientistas contestam essa informação. É um caso que parece impossível de ser resolvido...


Entretanto, sabe-se que o Halley teria aparecido por volta do ano 11 a.C. e que seu ponto de melhor visão era o Oriente Médio, justamente próximo ao território onde hoje se situa Israel. Ao que tudo indica, o cometa teria intrigado todas as sociedades daqueles tempos – houve registros em códices chineses e japoneses sobre seu aparecimento.

De acordo com a tradição, os Reis Magos teriam seguido a estrela até encontrarem Herodes e perguntarem onde se encontrava o menino-deus. De acordo com a historiografia, o nascimento de Jesus se deu durante um censo populacional romano, que ocorreu no ano 4 d.C. e, entretanto, não há nenhum registro astronômico do aparecimento de um cometa nesta época.


Uma outra teoria diz que a Estrela de Belém poderia ser uma supernova, que teve um brilho extraordinário que poderia ver ofuscada até mesmo durante o dia! Mas caímos no mesmo problema: não há qualquer registro astronômico deste fenômeno na época do nascimento de Cristo, a não ser esses registros chineses e japoneses do comenta em 11 a.C.

Há teólogos que tentam explicar o fato dando crédito a meteoritos. No entanto, quando esses corpos entram em contato com a nossa atmosfera logo se desintegram e, portanto, duram poucos míseros segundos. Já uma outra corrente crê que os Reis Magos eram astrólogos que conheciam muito bem o céu e a dinâmica dos corpos celestes e, portanto, sabiam qual era aquela estrela e já esperavam o seu aparecimento. Assim, vários astrólogos do Oriente Médio acreditavam que determinada conjunção seria um sinal do nascimento de um messias.


A teoria de um cardeal...
O cardeal jesuíta Danielou acreditava na teoria dos Reis Magos astrólogos, que esperavam no céu algum sinal planetário para o nascimento de uma criança importante. Para ele, os documentos romanos mostram que era uma atitude comum entre aquela sociedade.

Segundo Danielou, quando a Bíblia narra que os Magos disseram a Herodes que seguiram a estrela prova-se que eles olhavam constantemente para o céu na procura de algum tipo de sinal já previamente conhecido. Um código tão conhecido que Herodes não estranhou quando eles citaram a viagem ao longo do deserto.

Há várias pesquisas referentes à origem do fenômeno astronômico que gerou a Estrela de Belém. Nos últimos anos houve grande avanço através de programas de computador que, através de cálculos, podem simular o céu em qualquer parte do mundo em qualquer época desejada. Mas isso fica para um post no futuro.