segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

Um esclarecimento sobre o blog...

Caríssimos amigos leitores, recentemente recebi três emails bem interessantes de pessoas elogiando a temática do meu blog e de seus textos. No entanto, reclamam que eles são curtos demais e muito resumidos. Realmente, o meu blog só dá uma “pincelada” nos assuntos postados por aqui.

Vale lembrar que a linguagem própria do texto na internet, o novíssimo webjornalismo, tem um tipo de característica de ser praticamente telegráfico, sem firulas, sem literatices. É um texto direto, prático, objetivo, composto de sujeito + verbo + predicado.

Imagine só se eu publicasse textos gigantescos como aqueles enormes verbetes da Wikipédia, hein. Ninguém aguentaria ler. A tela do computador é uma fonte de luz e, portanto, acaba cansando os olhos e a mente dos caríssimos visitantes do blog, e é por isso que eu procuro fazer textinhos rápidos e de fácil compreensão, justamente para atrair uma próxima visita e desbanalizar assuntos que podem ser complexos demais.

Portanto, o blog tem como passo principal aguçar não só a próxima visita, mas também a curiosidade da procura e da pesquisa. Por exemplo: a partir daquele post sobre a peste negra, o amigo pesquisar mais sobre aquele período – procurando filmes, sites, documentários, livros etc.

O meu objetivo é entreter com informação curiosa; aguçar o sentimento de curiosidade e de procura por mais informação; esclarecer muitos mitos que rondam a nossa sociedade desde os tempos mais antigos. O meio utilizado foi a internet e, por isso, me adaptei a esse meio, à sua linguagem, conforme um dia aprendi nos bancos da faculdade de jornalismo.

Vamos continuar descobrindo o que pode ser fato, o que pode ser farsa. Até a próxima!