sábado, 31 de dezembro de 2011

O enigma de Stonehenge...

Julga-se que a construção de Stonehenge, o grande círculo de gigantescos blocos de pedra na Inglaterra, teve início perto do ano de 1.950 a.C., cerca de 500 anos após a construção das maiores pirâmides do Egito. Atualmente é um dos pontos de turismo da região, local de historiadores, ufólogos, paranormais, bruxos e arqueólogos.


Quer conferir no Google Earth ou no Google Mapas? Basta colocar essas coordenadas no campo de busca: 51.178864, -1.826214 e voilà!

Até há bem pouco tempo acreditava-se que este é um monumento druida, como um templo para adoração do Sol e local de sacrifícios humanos. Os modernos estudos arqueológicos mostram que Stonehenge antecede a passagem dos druidas pela terra em mais de mil anos, tendo sido construído em três fases dentro de um período de 500 anos.

Os arqueólogos dizem que o início da construção se deu por algum povo neolítico que chegou às ilhas britânicas por volta do ano 3000 a. C. Presume-se que a etnia beaker, povo bastante desenvolvido do final da Idade da Pedra e início da Idade do Bronze transportou e ergueu os 60 monólitos de pedra azulada, cada um deles pesando mais de quatro toneladas, que provavelmente os trouxe das Montanhas Presely, em Gales, sobre rolos de madeira.


Já os círculos interiores – dois blocos verticais que sustentam outros horizontais –, de arenito, teriam sido erguidos decorridos cerca de 200 anos, talvez na Idade do Bronze, pelo povo conhecido como wessex. Depois, seguiu-se a construção dos monólitos do círculo exterior, trabalho duro que terminou por volta de 1400 a.C.

No início da década de 60, o astrônomo americano Gerald Hawkins afirmou ter finalmente decifrado os mistérios de Stonehenge, que podia ser descrito como uma espécie de computador pré-histórico, com a função de permitir a elaboração de cálculos complexos sobre o nascer e se pôr do Sol, movimentos da Lua e ocorrência de eclipses. Assim, a disposição das enormes pedras deixava bem clara a posição dos astros em determinadas épocas do ano, como as datas das mudanças das estações do ano.


A teoria de Hawkins é, atualmente, a mais aceita e plausível: os sacerdotes-astrônomos faziam em Stonehenge suas previsões para eclipses, mudanças nas estações do ano etc. Enquanto isso, há o movimento de pessoas que dizem ter sido obra de deuses astronautas, aliens etc.